Vamos malhar sim, mas com elegância!

 

 Com esse tempinho frio e às vezes chuvoso, começamos a relaxar com o corpo e com isso com o visual. Os que são realmente ligados à imagem e saúde, continuam frequentando as academias, e suando para manter o “corpitcho” em alta. A mulherada se preocupa mais com o “bumbum”, pernas e abdômen. Já os rapazes, malham insistentemente os braços e abdômen, esquecendo das pernas. Ficam parecendo umas rãs!

O brasileiro é um povo ligado à beleza. Mas, os cariocas, meu Deus, os cariocas, são fanáticos pelo culto ao corpo. Ok, “cariocas são bonitos, cariocas são bacanas” e tem que desfilar na praia nos finais de semana. Por isso, a cidade tem uma academia à cada 100 metros, pode? Cada uma mais bem equipada que a outra, tentando conquistar alunos com promoções, pacotes e novas modalidades. Acho interessante, mas prefiro academias tranquilas, onde o ambiente seja agradável, limpo e bem cuidado. Só acho que estão caras demais.

Não sou fanático por academia, mas já fiz aulas de localizada, spinning e natação. Sou limitado, pois minha coordenação é péssima. O Tico e Teco, não entram em sintonia, nunca! Acabei optando pelo pilates, assustador no início, mas com ótimos resultados, mesmo se parecendo com uma câmera de tortura medieval, com aquelas molas, roldanas e tudo o mais. E a pedido da minha nutricionista, tive que intercalar com exercícios aeróbicos. Ok Carla Bogéa, você venceu!

Não importa se você prefere o dia ou a noite, se a academia escolhida é perto de casa ou do trabalho, o importante é encontrar um tempo pra se cuidar e descobrir uma atividade que te agrade. O que não pode é sair fantasiado, parecendo que saiu do figurino da Agostinho Carrara!

Infelizmente, as academias estão repletas de pessoas sem noção, principalmente na arte de se vestir.  Tem aqueles que fazem um verdadeiro desfile de marcas e modelos (isso só vale pros atletas patrocinados, ok?). E o que são aquelas calças leggings com ilhoses e cheio de amarrados, expondo a lateral das pernas das moçoilas? E as estampas? Gente, malhar vestida com “animal print”, não rola. Oncinha, zebra, tigre, isso é coisa de zoológico! E aquelas estampas de grafismo preto, rosa, vermelho, verde, tudo junto e misturado? Quase me dá enjôo, só de olhar! E os rapazes que teimam em usar abadás e outras camisetas promocionais? Atenção, bom senso, cadê você?

Então por favor, quando os rapazes e mocinhas resolverem se produzir para treinar, optem pela linha “less is more”. Os fabricantes de roupas esportivas estão aí pensando sempre num design leve e inovador, com equilíbrio entre o feminino e masculino. Hoje, já tem grifes esportivas que contratam estilistas renomados, para assinarem uma edição limitada e que é puro luxo! Quem disse que pra malhar você precisa perder a elegância e o glamour??  O grande lance é ter uma elegância despreocupada, mas, sintonizada.

“Tem que correr, tem que suar, tem que malhar, vamos lá!”

 

Anúncios