Com que meias eu vou?

Infelizmente a maioria dos homens, não sabem combinar meias e roupas. Nada mais feio e capaz de acabar com toda uma produção, do que uma meia que não ficou bem combinada e atrapalhou todo o conjunto. Ela precisa ser discreta, ser feita de material semelhante ao das outras peças. Formar um conjunto. Roupa casual, meia casual. Roupa social, pede meia social. Os homens não têm tantas opções de meia quanto mulheres e regras para isso são as mesmas sempre!

Existe uma regra fundamental, para aprender e não errar nessa peça mínima, que faz toda a diferença. Primeiramente, combine sempre a meia com a mesma cor do sapato. Isso vale para calçados pretos e marrons. É a forma mais tradicional e menos “perigosa”. Mas, tem pessoas que gostam de combinar com a calça, o que também não causa dúvida.

Meias brancas, jamais em hipótese nenhuma com sapato social.  Isso foi “hit”, nos anos 40 e por Michael Jackson, nos anos 80. E você não vai sair por aí dançando “moonwalk”, ou vai? Bem, também não vale combinar meias esportivas brancas com mocassim. Alías, meias brancas só devem ser usadas com tênis e não vale esticar até em cima como jogador de futebol. As meias soquetes podem ser usadas tranquilamente com tênis e bermudas.

Muitos homens gostam de usar as de padronagens escocesa. Acho muito elegante, desde que, seja no inverno e suas cores e padronagens sejam usadas numa cor que prevaleça a cor da calça que o homem veste. Meias estampadas, só se você tiver “atitude” para ousar. Se não é seu caso, fique nas lisas. Menos é mais!

Rapazes, prestem à atenção no comprimento das meias. Elas devem cobrir as canelas quando estiver com calça social. A meia masculina aparece quando o homem cruza as pernas, então meias mais longas, não vão deixar suas canelas à mostra quando você se sentar, pondo seu sexy-appeal ladeira abaixo.

Como toda peça de roupa, as meias também tem um tempo de vida. Não adianta insistir quando elas apresentarem os primeiros sinais de desgaste. Quando começa a ficar mais fina em pontos estratégicos, como calcanhar e dedos, hora de substituí-la. Nada de apego! Lixo! Jamais espere uma meia furar, por favor! Costure ou compre outras novas. Você nunca sabe quando terá que deixar seus pés à mostra. Imagina se você resolve esticar com alguém depois da balada, e quando está lá no bem bom, lembra das meias, e resolve que tem que ficar calçado. Broxante, não?

A meia pode até parecer uma peça sem destaque, mas merece atenção, sim. Como diria o grande conhecedor de moda, o falecido Fernando Barros, “meias masculinas devem ser como juízes de futebol em uma partida: quanto menos percebidos, melhor!”

Anúncios